KAI E APROPRIAÇÃO CULTURAL


Hoje não usarei nenhum tipo de ironia, pois o assunto é sério. APROPRIAÇÃO CULTURAL.

No primeiro contato que tive com essa palavra eu pensei: "no nosso mundo globalizado apropriação cultural não existe".

Como eu não sabia nada sobre o assunto, eu fui pesquisar e descobri que este assunto é muito complexo, problemático e com opiniões divididas. Eu não sou uma pessoa negra, mas eu não sou branca, e como não branca eu já sofri racismo e xenofobia várias vezes, então eu não podia ignorar a militância e não ir mais fundo no assunto. Por isso eu li muito, vi vídeos de youtubers negros, conversei com várias pessoas... e o que eu entendi é que apropriação cultural existe, porém não se trata de um individuo, e sim de massas.


Não se trata de um branco usando turbante, ou um asiático usando dreads. Se trata da sociedade euro-centrista ver estes elementos como 'sujos' em não-brancos, mas mesmo assim vender, usar e achar lindo sendo usado por um branco. Diminuir os significados que aquilo tem para determinada cultura, mas vende-la para brancos como algo indie, descolado e exótico. Apropriação cultural trata de pegar uma cultura e tornar invisível o significado que aquilo tem. O que eu entendi sobre apropriação cultural é isso, eu posso estar errada, então me corrija se achar necessário.

Sobre o caso do Kai em especifico: Kai já tinha usado dreads anteriormente, na ERA WOLF. Os dreads não vistos por muitos como algo de origem africana, mas sua origem é indefinida. Suspeita-se que dreads tenham surgido antes de Cristo, na época era uma forma de manter os cabelos emaranhados sem ter que cortar. Existem registros de tribos africanas que usavam, mas também existem registros indígenas nas Américas, e de monges budistas, que achavam errado cortar o cabelo, por isso usavam dreads. Até uma múmia que tinha dreads já foi achada. Com a popularização do dreadlock no movimento rastafari, as pessoas acham que ele surgiu daí.




Tenho que concordar que na ERA WOLF isso tudo soou bem mais problemático, pelo conceito rapper + dreads, porque o uso dos dreads pelos rappers reforça um esteriótipo que é apenas por marketing, descartando significados, tirando o valor que possui para outras culturas. Mas vamos sempre lembrar, que o Kai não escolhe o conceito de comeback nenhum.

O cabelo do Kai está dentro do conceito do comeback, que é claramente inspirado no reggae. Não vejo problema em asiáticos fazerem uma música/álbum/vídeo inspirado do reggae.É uma inspiração clara, mas sem desrespeito a cultura.


Não acho errado usar algo que não pertença a sua etnia, acho errado calar a voz dos protagonistas de tal cultura. O sistema se apropria e lucra com culturas marginalizadas, o individuo não é o problema. O capitalismo usa e mercantiliza culturas, o que tem que ser debatido é o capitalismo e a indústria e não individuo.

O problema não é um branco ou amarelo usar algo dito como 'negro', o problema é sociedade racista que ignora e marginaliza roupas e costumes não-brancos, e super valorizam brancos.

Só isso e tchau.

Comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Kai é um claro exemplo de asiático q respeita os negros e que se entristece quando os próprios amigos o chamam de negro, não por se sentir "mal" com isso, mas com receio q seus fãs negros, os quais ele respeita, possam se entristecer/conflitar por ver tais brincadeiras indo ao ar. Amo e respeito o Kai... Aquele q usa dreads seguindo um contrato
    e pede aos fãs q "apenas" amem e apoiem seu trabalho... seria isto, pedir demais?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

✗ DESTILE SEU VENENO ✗