Dispatch expõe YG: Será que a empresa está envolvida na treta xamã?





A Coreia do Sul é controlada por '8 deusas' xamãs, que infelizmente não são as soshis. Não, isso não é uma fanfic, e se você não tá entendendo nada, leia esse texto aqui.

Suponho que você já tenha lido o post mencionado acima, então podemos continuar.

O despacho dispatch, site mais fofoqueiro da Coreia não demorou muito para se meter na historia, e descobriu que uma grande empresa de K-pop está supostamente envolvida com o escandalo presidencial. Pago um salgado pra quem adivinhar qual empresa é
*
*
*



Não deu nem pra fazer misterio porque o titulo do post já diz tudo (e a primeira foto do post também) mas ignorem esse fato.

Eu nem vou rir dessa situação, mentira, vou rir sim. Sabe aquele momento em que você tá nervoso e não sabe se ri ou chora, e acaba rindo de nervoso? E sua expressão fica uma mistura de riso e choro, like Park Chanyeol.

Estou assim.

E porque todo mundo sempre implicou comigo por ser SM stan, que SM é isso, aquilo, capitoresca illuminati. Mas olha só quem tá envolvido com as capirotagens. 

Chega de enrolação, a porra ta seria. Há suspeitas de que o governo coreano favoreceu a YG ENTERTAINMENT. 


Segundo a reportagem, o CEO da YG Entertainment, Yang Min Suk , é um membro ativo do Culture Fusion Project, projeto da presidente Park. Em julho de 2013, ele era membro do 'Culture Prosperity Committee'. Ainda em 2013, Yang participou de uma reunião com a presidente Park, com mais 71 pessoas. Essa reunião discutia as relações econômicas entre Coreia e China. Yang era a única pessoa relacionada com entretenimento na delegação; todos os outros eram especialistas em economia.

Em março de 2014, a YG Entertainment lançou "Muju YG" , uma organização sem fins lucrativos para ajudar os jovens necessitados. Em 2015, ele assinou um acordo de cooperação com o  Ministério da  Cultura, Esportes e Turismo e Universidade Ewha.

Em janeiro de 2016, YG Entertainment trabalhou com o Ministério da Cultura, Esportes e Turismo, Hallyu Planning Group e MBC Nanum para o 'Global Y Generation Movement' projeto na Indonésia. Foi um evento voluntário para os jovens locais.  


YG também trabalhou com KT para fazer o 'Next Interactive K (NIK)'. Eles construíram um espaço de holograma, 'Play K-Pop' na ilha de Jeju. Mais uma vez, o Ministério da Cultura, Esportes e Turismo ajudou com o projeto, juntamente com o Ministério da Ciência.


O boygroup da YG, BIGBANG, foi selecionado como um embaixador honorário para "Creative Korea" - uma nova campanha para a Coreia do Sul. O grupo estará ativo como "Ícone criativo" representando a Coreia desde os Jogos Olímpicos de 2016 no Rio até os Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 em Pyeongchang. 

Acho que já deu para perceber que a YG é muito envolvida com essas paradas de cultura, projetos, governo e tudo mais. Até aí de boas. Mas espera, ainda tem treta.




YG Entertainment fez um acordo comercial com a cidade de Uijeongbu em 16 de janeiro de 2015, para construir um complexo cultural chamado 'K-POP Cluster'. A foi citado que a YG investiu 100 bilhões de wons para o complexo. (92 milhões de dolares, quase 300 milhões de reais) 



A questão é que nenhuma licitação aberta ocorreu. Quando os oficiais da cidade de Uijeongbu foram questionados, eles alegaram que o contratante foi escolhido por causa de uma ligação especial.  


Durante um telefonema da "Dispatch" em 4 de novembro, um funcionário Uijeongbu declarou: "Em relação ao K-Pop Cluster, nós tivemos uma conexão pessoal com YG, por isso, eles se juntam no negócio. Não houve contato com o outro agências". 

A questão é que isso é ilegal. Quando o governo local tiver que contratar uma empresa, eles devem realizar uma licitação pública aberta para impedir qualquer influência indevida ou ilegal. Então isso tudo deu merda por falta de transparencia. Muitos suspeitam que a razão pela qual existem tantos contratos privados no projeto é porque a influência de Choi Soon-sil e Cha Eun Tak

Esse post já ta chatão, e eu vou resumir. Por causa de uma lei o andamento do projeto foi interrompido. Mas esse único obstaculo foi resolvido pelo governo.

No dia 7 de julho deste ano, a presidente ParK enfatizou que deveria ocorrer uma ação urgente para o andamento do projeto do complexo, durante a 10 ª Reunião Anual de Promoção do Comércio Investimento. 


No dia seguinte, em 8 de Julho, Ahn Byung Yong , o prefeito de Uijeongbu agradeceu a presidente, prometendo continuar o projeto.

Por causa de tudo isso alguns especialistas estão se questionando como a YG foi capaz de fazer um contrato para este projeto. Eles dizem que o uso de 'laços pessoais' para selecionar um empresa para parceria em um projeto do governo é problemática. Por exemplo, SM Entertainment passou por uma licitação pública aberta construir seu complexo cultural, Coex Artium.



SM Coex Artium

O Dispatch também relatou que um suspeito "laço" entre YG e Choi Soon-Sil é Cha Eun Tak . Cha e YG trabalharam juntos por muito tempo. Ele foi o criador e diretor de MVs como Lie (BIGBANG) e mais recentemente Hangover (PSY)  

Eu quero deixar claro que eu não estou afirmando nada, acusando ninguém. Minhas fontes estão ai em baixo. Tudo isso pode ser uma infeliz coincidência.

Eu só sei que essa história parece que está longe de acabar. Nunca imaginei que a situação politica sul-coreana ficaria pior que a brasileira. Mas a Coreia é governada por uma mulher que acha que fala com espiritos e é controlada por xamãs.

SE VOCÊ TEM UM AMIGUINHO YG STAN, COMPARTILHE ISSO COM ELE

Atualizarei vocês caso outras tretas apareçam 

fontes

dispatch
allkpop

Comentários

  1. Meu deus... não acho que seja verdade...
    Muita loucura pra um país só uashsgadfasiudsa
    Mallowmars

    ResponderExcluir
  2. espero que também não seja verdade but confesso que amei compartilhar o link desse post com os YG stans que ficam dizendo que a SM é a pior empresa do kpop. (sim,eu também sou SM stan)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

✗ DESTILE SEU VENENO ✗